terça-feira, 25 de outubro de 2011

Quando a lagarta se transforma em borboleta


Em muitas ocasiões, na nossa vida, nos SENTIMOS como as lagartas: solitárias, pequenas, insignificantes, e até mesmo desprezíveis, rastejando pelo nosso limitado mundo em busca daquilo que não sabemos exatamente o que é, vivendo assim, uma angústia existencial.

Em meio a tantas dúvidas e questionamentos, quando já não conseguimos mais enxergar uma saída, eis que SURGE Jesus!

E é nesse momento, quando ENTREGAMOS a Ele os desejos e projetos dos nossos corações, que tudo muda de figura.

Jesus nos envolve em um “casulo" de amor, de transformação e esperança. Ali dentro, ficamos protegidos da influência do mundo exterior e da corrupção moral e psicológica, tendo o nosso caráter forjado e moldado segundo o TEMPO e a VONTADE de DEUS.

É importante saber que primeiro precisamos entrar no “casulo” para depois sairmos LIVRES! Livres de nós mesmos, livres do pecado, livres da contaminação e imposição do mundo, pois só assim, estaremos prontos para VOAR em direção à NOVA VIDA, nos dada gratuita e amorosamente por Deus.

Aquela frágil lagarta, então, se transforma em uma linda borboleta: criatura alada que se sente atraída e atrai pela beleza.

Como BORBOLETAS, passamos a ser notados não só por essa beleza exterior estampada em nosso sorriso, mas pela beleza interior que transparece em cada atitude e em cada palavra que proferimos.

VIVER como borboleta é viver livre em Cristo...  É ter novas perspectivas, é viver o inimaginável, é não ter medo dos desafios, é sentir prazer em explorar novos horizontes.

VIVER como borboleta é carregar a compreensão de mistérios espirituais que o mundo não pode compreender sem o Espirito Santo. É APROVEITAR oportunidades e descobertas, é EXPERIMENTAR a indescritível sensação de enxergar coisas que ninguém do mundo está de fato vendo.


 VOAR como uma borboleta” é entregar a vida a Jesus, é lançar-se louca, frenética e apaixonadamente para a maior AVENTURA da vida, com asas que nos levarão a lugares existenciais jamais imaginados.



"Para a liberdade foi que Cristo nos libertou."

(Gálatas 5:1)

9 comentários:

AyméeLucaSs disse...

Que coisa bela! Eu estou apaixonada com este blog... Me encontrei demais em suas palavras. Sao palavras de conforto e você escreve divinamente... Deus te guia!
Este texto me fez lembrar aquele que te mostrei, rsrs Eu estou achando que também te dei inspiração.

Gostei muito de seu comentário lá. Eu tenho a ligeira impressão que se você lesse o meu ultimo conto, você iria gostar, porque o que fala é sobre qual estrada a seguir e o final o agradecimento do promotor é baseado a isto... Ele acha que foi guiado por alguém. Mas quem?

Beijos

Silvia Masc disse...

Obrigada pela sua visita ao Longevidade, não nos importamos que você fique, ficaremos felizes em tê-la como nossa querida leitora.
abraços

Fernanda Coelho disse...

Que texto liiindo e tão repleto de esperança. Estamos carentes disso. Muito obrigada por compartilhar palavras tão animadoras a pessoas em seu momento "lagarta". Obrigada pela visita lá no blog e pelo carinho com meus escritos.
Um beijo
Fê Coelho

Paulo Tamburro disse...

Sou seu mais novo seguidor.

Agradeço sua visita e comentário no meu blog HUMOR EM TEXTO.

Então, o que para a lagarta é o fim do mundo, para Deus é o nascimento da borboleta, concorda?

Este seu texto é sensacional!!!

Um abração carioca

Néia Lambert disse...

Gostei de tudo por aqui, paz, tranquilidade e fé, foi o que encontrei ao ler os seus textos.


Beijos

Audrey Andrade disse...

Adorei o seu canto! E a minha visita foi muito providencial. Ano passado minha filha foi a um acampamento com a escola e os pais deviam preparar uma surpresa que seria entregue as crianças em uma noite de festa. Então, providenciei uma linda boneca que reza o Pai Nosso e um bilhete em que eu a chamava de “minha lagartinha linda” e no texto falei que ela estava em um passo importante. Pela primeira vez estava fora de casa por alguns dias sem mim e que ela estava se transformando em uma linda borboleta.
Obrigada pela oportunidade!

Meu carinho!
http://pequenocaminho.blogspot.com

Juliana Hellen disse...

Oi!
percebi que você me segue no Blog A menina dos Olhos de Deus e vim fazer uma visitinhaa! Gostei muito do que vi hein, um blog abençoado!
Que Deus conserve!
Já tive um blog de personalização de blogs tb.. só q acabei deixando pra lá.. to retomando agora..
vc não gostaria de conversar a respeito?
Como to voltando aos poucos, to fazendo uma promoção de R$20,00 o kit de layout. Vem o layout + banner+ menu+ link-me+ selinhos oferecidos + cxa de recados, sendo q a pessoa pode escolher só o que ela quiser! Se vc tiver interessada, entre em contato: juliana_hellen@ymail.com
fica com O Pai!

Ale. disse...

Esse texto é muito bonito. Me fez um bem danado...

Gostei da imagem do casulo. Ele é essencial para nos proteger desse mundo absurdo que estamos presenciando... cada vez mais violento, burro, vulgar e insensível...

Um beijo e muito sucesso...
Ale.

Yasmim Ramos disse...

isso é muito liiindo! gosto de borboleytas, porque elas têm esse significado pra mim também :') se compararmos, alguém que já foi tão frágio, mais possuía muita beleza dentro de si, depois que sofreu o processo da tranformação - o tempos das esperas - esses alguém consegue ser o que deveria ser, belo, alguém que além de tranmitir beleza (verdadeira e pura), por consequencia também atraí a beleza - o amor - para si .