domingo, 25 de setembro de 2011

Sozinho em meio a multidão

De papo com Deus

Você, alguma vez,  já se sentiu sozinho em meio a multidão, enquanto todos à sua volta estavam sorrindo e interagindo, num ambiente aparentemente confortável, mas não o suficiente para te convecer que a vida se resume apenas a esses pequenos momentos?
Você já percebeu a indiferença e impotência das pessoas (a sua volta) perante a sua dor e o seu silêncio?
Você já se sentiu angustiado e aflito, mergulhado numa dor  tão profunda que te levou a querer entregar os pontos?
Você já sentiu um vazio tão grande que te obrigou a questionar sobre sua existência a ponto de fazer  você não ligar a mínima para a vida desejando muitas vezes a morte?
Então eu preciso te dizer que esse VAZIO que incomoda e persiste é exatamente a falta do AMOR de Deus que se encaixa perfeitamente em nosso coração, preenchendo-o por completo.
E quando percebemos todas essas coisas é porque é chegado o  grande momento em que  almejamos por algo a mais em nossa vida. Algo bem maior do que qualquer outra coisa que venhamos a experimentar.  Desejamos, verdadeiramente, por uma Esperança a qual chamamos de  Jesus Cristo. 

Entregar a nossa vida nas mãos do nosso Salvador é confiar que somente Ele pode nos levantar, nos  restaurar  e nos transformar em nova criatura.


“E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.” (Atos 4:12)

”Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto”. Isaías 55:6

2 comentários:

Cintia Kaneshigue disse...

olá!
Toda a vez que tenho aoportunidae de vompartilhar a Palavra de Deus na igreja uso essa comparação do tamanho do vazio e do amor de Deus!!
Gostei muito do seu espaço!
Estou te seguindo!

AyméeLucaSs disse...

Lendo este seu texto, eu senti vontade de te mostrar um poema que escrevi em agosto de 2010... Eu sempre escrevo poemas que falam de comportamentos que te levam ao obscuro...
Eu gosto de mostrar para quem ler, que sempre teremos uma saída... A vida é um labirinto, e nela tem sempre uma nova descoberta na sua frente... Devemos saber onde seguir, que tudo se resolve.

http://wwwtempo-livre.blogspot.com/2010/08/seja-sereno.html
Eu penso assim, rsrs